Enquete

  01) Conheço

  02) Conheço e já estou utilizando

  03) Gostaria de obter mais informações

Fechar
Enquetes anteriores

Poder Judiciário de Mato Grosso

Notícias

13.11.2017 08:47

Cuiabá: Tribunal do Júri terá 16 sessões este mês
Compartilhe
Tamanho do texto:
A comarca de Cuiabá realizará 16 sessões do Tribunal do Júri em novembro, presididas pela juíza Monica Catarina Perri Siqueira, titular da 1ª Vara Criminal da capital. Elas tiverem início na última segunda-feira (6 de novembro) e seguem até o dia 30. Ao todo, 19 réus serão julgados. Novembro é o Mês Nacional do Júri em todo o país, uma iniciativa do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que institui o período de esforço concentrado para julgamento dos crimes dolosos - cometidos com intenção - contra a vida.
 
Na segunda-feira (13), a partir das 8h, Francisley Moreira será julgado pelas mortes de Jackiles Rosa do Nascimento Gonçalves e Nadia de Oliveira Vale, em março de 2007, na Avenida Historiador Rubens de Mendonça. Conforme o processo, o denunciado conduzia um veículo utilitário turbinado a uma velocidade aproximada de 135km/h, o dobro da máxima permitida na via, que é de 60km/h, quando atropelou e matou as vítimas. Jackiles e Nadia foram arremessados a mais de 50 metros do local do impacto e “vieram a óbito quase que instantaneamente”.
 
No dia 14, Fabio da Silva Rondon, vulgo “Rapadura”, irá a julgamento pelo homicídio de Darci Rosa de Oliveira. De acordo com os autos, o réu desferiu vários golpes com faca e com um pedaço de madeira contra a vítima, provocando-lhe a morte. Em seguida enrolou o corpo em um tecido e escondeu no matagal. Segundo testemunhas, o acusado estava sob o efeito de entorpecentes no momento do crime.
 
No dia 22 será julgado Alison Rosa de Moura Silva, pelo homicídio tentado de Wilex Emile, Annous Sanit Fleur, Hermogene Dieuper e Chelot Petit-homme, em março de 2016, nas dependências do estabelecimento comercial denominado ‘Bar do Haitiano’, no Bairro Jardim Eldorado. O réu teria atirado nas vítimas após exigir o pagamento de bebidas alcoólicas para si e não ser atendido. O crime teria sido pautado claramente por discriminação aos haitianos, sendo praticado por motivo torpe e mediante recurso que dificultou a defesa das vítimas.
 
Victor Lucas Nogueira vai a júri no dia 27 de novembro por homicídio tentado de dois policiais militares, por meio de atropelamento, em janeiro deste ano, no bairro CPA 3. De acordo com o processo, o acusado dirigia um veículo roubado e atropelou os policiais ao perceber que estava sendo seguido por eles. As vítimas estavam de moto e reagiram. Ao ser atingido por um tiro na perna, Victor tentou fugir mas foi preso.
 
Confira a pauta completa do mês AQUI.
 
Assessoria de Comunicação CGJ-MT
corregedoria.comunicacao@tjmt.jus.br
(65) 3617-3571/3777